Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cabo Verde Island Tours

espere para ver! wait to see!

Cabo Verde Island Tours

espere para ver! wait to see!

Condições Climatéricas para a semana (06 a 13 de Fevereiro 2017) no Arquipélago de Cabo Verde.

Climatic Conditions for the week (06-13 February 2017) in the Archipelago of Cape Verde.
 
 
 
Cultura de Cabo Verde
 
Artesanato

O artesanato tem grande importância na cultura cabo-verdiana. A tecelagem e a cerâmica são artes muito apreciadas no país. Produzido para utensílio, para decoração, o artesanato do Cabo Verde é muito singular e é verdadeiro instrumento de expressão da cultura popular. Hoje em dia, ele é igualmente atração para os turistas, constituindo seu fabrico e comercialização o único meio de subsistência para algumas famílias.

Literatura

A literatura cabo-verdiana é uma das mais ricas da África lusófona.

Poetas
Sérgio Frusoni, Eugénio Tavares, Francisco Xavier da Cruz (B.Léza), João Cleofas Martins, Ovídio Martins, Jorge Barbosa, Corsino António Fortes, Baltasar Lopes da Silva (Osvaldo Alcântara), José Lopes, Pedro Cardoso, Manuel Lopes, António Nunes, Aguinaldo Fonseca, Teobaldo Virgínio, Gabriel Mariano, Ovídio Martins, Onésimo Silveira, João Vário (Timóteo Tio Tiofe), Oswaldo Osório, Arménio Vieira, Vadinho Velhinho, José Luís Tavares, Vera Duarte, Amílcar Cabral, Arthur Vieira, etc.

Escritores
Manuel Lopes, Germano Almeida, Luís Romano de Madeira Melo, Orlanda Amarílis, Jorge Barbosa, Pedro Cardoso, José Lopes, Mário José Domingues, Daniel Damásio Ascensão Filipe, Mário Alberto Fonseca de Almeida, Corsino António Fortes, Arnaldo Carlos de Vasconcelos França, António Aurélio Gonçalves, Aguinaldo Fonseca, Ovídio Martins, Henrique Teixeira de Sousa, Oswaldo Osório, Dulce Almada Duarte, Filinto Elísio, Manuel Veiga

Obras literárias célebres
Chiquinho (Baltasar Lopes da Silva), Os Flagelados do Vente Leste, Chuva Braba (Manuel Lopes), O Testamento do Senhor Napomuceno da Silva Araújo (Germano Almeida), revista Claridade, Hora di Bai (Manuel Ferreira).

Música
Na música, há diversos gêneros musicais próprios, dos quais se destacam a morna, o funaná, o batuque e a coladera. Bana, juntamente com o conjunto A Voz de Cabo Verde foi o primeiro intérprete a expandir-se a nível internacional levando a morna e a coladera ao Senegal, Estados Unidos, Portugal, Holanda, Angola, etc. Cesária Évora tornou-se a cantora cabo-verdiana mais conhecida no mundo, conhecida como a "diva dos pés descalços", pois assim gostava de se apresentar em palco.

O sucesso internacional de Cesária Évora fez com que outros artistas cabo-verdianos, ou descendentes de cabo-verdianos nascidos em Portugal, ganhassem maior espaço no mercado musical.[carece de fontes] Exemplos disso são as cantoras Sara Tavares e Lura.

O povo cabo-verdiano é conhecido por sua musicalidade, bem expressa por manifestações populares como o Carnaval de Mindelo, cuja importância faz com que a cidade seja conhecida nos dias dos festejos momescos como "Brazilim" (ou "pequeno Brasil").

Só depois da independência em 1975 é que ocorreu o surgimento de alguns artistas no campo da pintura e escultura. Nessa primeira fase, todos os trabalhos pictóricos evidenciavam o grito da liberdade e a alegria da independência. Era o fim de séculos marcados pela escravatura e o colonialismo.

Atualmente, Cabo Verde se abriu para o resto do mundo. Seus artistas vão buscar influências, e até estudar, ao estrangeiro. Há uma certa globalização nas artes cabo-verdianas, mantendo-se, no entanto, certos sinais das raízes africanas, evidenciadas sobretudo na escolha das cores. Os artistas cabo-verdianos têm colocado seus trabalhos em muitas exposições, não só em seu próprio país, como também em Portugal e nos Estados Unidos.

Língua
A língua oficial é o português, usada nas escolas, na administração pública, na imprensa e nas publicações.

A língua nacional de Cabo Verde, a língua do povo, é o crioulo cabo-verdiano (criol, kriolu). Cabo Verde é formado por dez ilhas (nove habitadas) e cada ilha tem um crioulo diferente. O crioulo está oficialmente em processo de normalização (criação duma norma) e discute-se a sua adopção como segunda língua oficial, ao lado do português.

Exemplos para o crioulo: Poemas de Sérgio Frusoni (Crioulo de São Vicente),
Cabo Verde é membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
Cabo Verde é país-sede de um organismo da CPLP, o Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP).
Apesar de Cabo Verde pertencer à Francofonia, não se trata de um país francófono.
O inglês e o francês são leccionados no ensino secundário.
Existe uma comunidade de imigrantes senegaleses, especialmente na ilha do Sal, que fala também o francês .
 
Religião
Igreja de Nossa Senhora da Luz, São Vicente.
A liberdade de religião é garantida pela Constituição e respeitada pelo governo. Há boas relações entre as diversas confissões religiosas.

Os cabo-verdianos são nominalmente de maioria Católica Romana (mais de 90%). Outras denominações cristãs também estão implantadas em Cabo Verde, com destaque para os protestantes da Igreja do Nazareno e da Igreja Adventista do Sétimo Dia, assim como a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mormons), Assembleia de Deus, outros grupos pentecostais e adventista. Há pequenas minorias muçulmanas e da Fé Bahá'í. A Igreja Universal do Reino de Deus também tem seguidores em Cabo Verde.

Os rabelados são um pequeno grupo católico tradicionalista específico de Cabo Verde.

Embora não se trate de uma religião, a doutrina filosófica do Racionalismo Cristão, com origem no Brasil, tem também adeptos em Cabo Verde, nomeadamente em São Vicente e na Cidade da Praia.
 
 
Culture of Cape Verde

Craft

Handicrafts are of great importance in Cape Verdean culture. Weaving and ceramics are highly prized arts in the country. Produced for utensils, for decoration, the Cape Verde craftsmanship is very unique and is a veritable instrument of expression of popular culture. Nowadays, it is also an attraction for tourists, making its manufacture and marketing the only means of subsistence for some families.

Literature

Cape Verdean literature is one of the richest in Lusophone Africa.

Poets
Sérgio Frusoni, Eugénio Tavares, Francisco Xavier da Cruz (B.Léza), João Cleofas Martins, Ovídio Martins, Jorge Barbosa, Corsino António Fortes, Baltasar Lopes da Silva (Osvaldo Alcântara), José Lopes, Pedro Cardoso, Manuel Lopes, António Nunes , Aguinaldo Fonseca, Teobaldo Virgínio, Gabriel Mariano, Ovídio Martins, Onésimo Silveira, João Vário (Timóteo Tio Tiofe), Oswaldo Osório, Arménio Vieira, Vadinho Velhinho, José Luís Tavares, Vera Duarte, Amílcar Cabral and Arthur Vieira.

Writers
Manuel Lopes, Germano Almeida, Luís Romano de Madeira Melo, Orlanda Amarílis, Jorge Barbosa, Pedro Cardoso, José Lopes, Mário José Domingues, Daniel Damásio Ascensão Filipe, Mário Alberto Fonseca de Almeida, Corsino António Fortes, Arnaldo Carlos de Vasconcelos France, António Aurélio Gonçalves, Aguinaldo Fonseca, Ovídio Martins, Henrique Teixeira de Sousa, Oswaldo Osório, Dulce Almada Duarte, Filinto Elísio, Manuel Veiga

Famous literary works
Chiquinho (Baltasar Lopes da Silva), The Flagellates of the East Wind, Rain Braba (Manuel Lopes), The Testament of Mr. Napomuceno da Silva Araújo (Germano Almeida), Claridade magazine, Hora di Bai (Manuel Ferreira).

Music
In music, there are several musical genres of their own, of which stand out morna, funaná, batuque and coladera. Bana, together with the ensemble The Voice of Cape Verde was the first interpreter to expand internationally, bringing the morna and coladera to Senegal, the United States, Portugal, the Netherlands, Angola, etc. Cesária Évora became the best-known Cape Verdean singer in the world, known as the "barefoot diva", because she liked to perform on stage.

The international success of Cesária Évora has made other Cape Verdean artists, or descendants of Cape Verdeans born in Portugal, gain more space in the musical market. [Citation needed] Examples of this are the singers Sara Tavares and Lura.

The Cape Verdean people are known for their musicality, well expressed by popular manifestations such as the Carnival of Mindelo, whose importance makes the city known in the days of the momesque celebrations as "Brazilim" (or "little Brazil").

It was only after independence in 1975 that the emergence of some artists in the field of painting and sculpture took place. In this first phase, all the pictorial works showed the cry of freedom and the joy of independence. It was the end of centuries marked by slavery and colonialism.

Today, Cape Verde has opened to the rest of the world. Their artists will seek influences, and even study, abroad. There is a certain globalization in the Cape Verdean arts, but there are certain signs of the African roots, evidenced mainly in the choice of colors. Cape Verdean artists have put their works in many exhibitions, not only in their own country, but also in Portugal and the United States.

Language
The official language is Portuguese, used in schools, public administration, the press and publications.

The national language of Cape Verde, the language of the people, is the Creole Cape Verdean (criol, kriolu). Cape Verde is made up of ten islands (nine inhabited) and each island has a different Creole. Creole is officially in the process of normalization (creation of a norm) and its adoption as a second official language, alongside Portuguese, is discussed.

Examples for the Creole: Poems by Sérgio Frusoni (Crioulo de São Vicente),
Cape Verde is a member of the Community of Portuguese Speaking Countries (CPLP).
Cape Verde is the host country of a CPLP body, the International Institute of the Portuguese Language (IILP).
Although Cape Verde belongs to the Francophonie, it is not a francophone country.
English and French are taught in secondary school.
There is a community of Senegalese immigrants, especially on the island of Sal, who also speaks French.

Religion  

Church of Our Lady of Light, São Vicente.
Freedom of religion is guaranteed by the Constitution and respected by the government. There are good relationships among the various religious denominations.

Cape Verdeans are nominally Roman Catholic (over 90%). Other Christian denominations are also located in Cape Verde, especially Protestants of the Church of the Nazarene and the Seventh-day Adventist Church, as well as the Church of Jesus Christ of Latter-day Saints (Mormons), Assembly of God, other Pentecostal groups And Adventist. There are small Muslim minorities and the Bahá'í Faith. The Universal Church of the Kingdom of God also has followers in Cape Verde.

The rabelados are a small traditional catholic group specific to Cape Verde.

Although not a religion, the philosophical doctrine of Christian Rationalism, originated in Brazil, also has adherents in Cape Verde, namely in São Vicente and Praia.


 

Mindelo_-_Pfarrkirche_Igreja_Nossa_Senhora_da_Luz.

11441320_RIgh1.jpeg

eugenio_tavares_1900_.jpg

maxresdefault.jpg

 

Visite-nos

Visit us

 

Para consultar as condições climáticas de todas as ilhas e cidades de Cabo Verde clique no link abaixo:

 

To see the weather of all the islands and cities of Cape Verde click the link below:

 

http://cv.freemeteo.com/clima/?language=portuguesebr&country=cape-verde