Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cabo Verde Island Tours

espere para ver! wait to see!

Cabo Verde Island Tours

espere para ver! wait to see!

Ilha do Maio

Ilha do Maio

Descoberta em 1460, Maio faz parte do grupo sotavento e é uma das ilhas mais planas de Cabo Verde. Apesar da sua origem vulcânica aqui encontram-se poucos vestígios dessa origem pois a sua maior altitude é o Monte Penoso com 436 metros. Inicialmente era utilizada como ilha de criação de gado, principalmente caprino. A sua povoação só teve inicio no final do Séc. XVI, devido à grande exploração do sal, que era depois exportado para outros países como o Brasil.

Maio apesar de ser uma planície bastante árida que lembra a imagem de um deserto, as suas paisagens contrastam com florestas de acácias devido a um plano de reflorestamento da ilha, vários oásis verdejantes e algumas plantações de palmeiras. Por toda a ilha existem extensas praias de areia branca e um mar azul profundo sendo a mais famosa a praia da Ponta Preta. As areias são trazidas pelos ventos a partir do deserto do Saara o que faz com que estas praias sejam escolhidas pelas tartarugas para fazerem a sua desova anual, o que se revela de grande interesse turístico.

A maior povoação da ilha é a Vila do Maio também conhecida como Vila do Porto Inglês devido a numerosos navios britânicos naufragados que antigamente atracavam na ilha transportando o sal. É uma cidade bastante calma e linda e a sua gente é simples e hospitaleira. No Maio pode-se encontrar uma das mais belas e antigas igrejas do arquipélago, a igreja Matriz e alguns casarões que lembram os tempos antigos. Não muito longe da vila existe um forte, O Castelo de Maio que foi construído no século XVIII para defender a ilha dos ataques de piratas.

Uma visita obrigatória é a localidade do Barreiro onde existem várias casas coloridas que são um atractivo para os turistas. A norte da ilha encontra-se a localidade de Calheta, uma aldeia de pescadores numa pequena baía onde o mar é bastante calmo e próximo da maior exploração florestal de Cabo Verde com uns impressionantes 3500 hectares. Foi aí construída o Centro de Olaria de Calheta, onde se pode encontrar vários produtos típicos de decoração.

Apesar de existirem zonas mais férteis, com campos de cultivo de produtos hortícolas que abastecem toda a ilha, a população dedica-se maioritariamente à pesca pois existem vários pequenos portos junto às praias onde se pesca grandes variedades de peixes. Em todas as praias podem-se observar botes e canoas de lindas cores que aguardam a hora para mais um dia de trabalho. A criação do gado ainda é importante na ilha daí a produção de carne, leite, produtos lacticínios e derivados.

A festa tradicional mais importante da ilha é a festa do dia 3 de Maio, festa de Santa Cruz e os preparativos começam logo na primeira semana de Abril. À semelhança das outras ilhas realizam-se vários eventos desportivos, culturais e religiosas e vão do dia 03 ao dia 5 de Maio que termina com o desfile de tabanka e a devolução da cruz ao local de origem, o “Cruzeiro”. A especialidade gastronómica local é a Caldeirada de Peixe. É feita com as mais deliciosas variedades de peixe fresco incluindo a garoupa e a lagosta. É um refogado que utiliza batata doce, inhame, mandioca, batata inglesa, abóbora e banana verde, uma combinação de deixar água na boca.

Visite-nos

 

May Island

Discovered in 1460, May is part of the leeward group and is one of the flattest islands in Cape Verde. Despite its volcanic origin, there are few traces of this origin because its highest altitude is Mount Penoso with 436 meters. Initially it was used like island of cattle raising, mainly goat. Its settlement did not begin until the end of the 16th century due to the great exploitation of salt, which was then exported to other countries, such as Brazil.

May, despite being a rather arid plain resembling a desert, its landscapes contrast with acacia forests due to a plan for reforestation of the island, several green oases and some palm plantations. Throughout the island there are extensive white sand beaches and a deep blue sea, the most famous being Ponta Preta beach. The sands are brought by the winds from the Sahara desert, which means that these beaches are chosen by the turtles to make their annual spawning, which proves to be of great tourist interest.

The largest settlement on the island is the Vila do Maio also known as English Harbor Village due to numerous wrecked British ships that formerly docked on the island carrying the salt. It is a very calm and beautiful city and its people are simple and hospitable. In May one can find one of the most beautiful and ancient churches of the archipelago, the Mother Church and some mansions that remember the ancient times. Not far from the village there is a fort, The Castle of May which was built in the 18th century to defend the island from pirate attacks.

A must visit is the locality of Barreiro where there are several colorful houses that are an attraction for tourists. To the north of the island is the town of Calheta, a fishing village in a small bay where the sea is very calm and close to the largest forest exploitation of Cape Verde with an impressive 3500 hectares. The Pottery Center of Calheta was built there, where you can find several typical decoration products.

Although there are more fertile areas, with vegetable growing fields that supply the whole island, the population is mostly fishing because there are several small ports near the beaches where large varieties of fish are fished. On all the beaches one can observe boats and canoes of beautiful colors that wait for the hour for another day of work. Livestock raising is still important on the island hence the production of meat, milk, dairy products and derivatives.

The most important traditional celebration of the island is the feast of the 3rd of May, feast of Santa Cruz and the preparations begin as early as the first week of April. Like other islands, there are various sporting, cultural and religious events, ranging from the 3rd to the 5th of May, ending with the tabanka parade and the return of the cross to the place of origin, the "Cruzeiro". The local gastronomic specialty is Caldeirada de Peixe. It is made with the most delicious varieties of fresh fish including grouper and lobster. It is a stew that uses sweet potatoes, yams, manioc, potatoes, squash and green bananas, a combination of mouthwatering.

Visit us

 

i7.jpg

1.jpg

02Manuel-Jesus-Ribeiro.jpg

5b3c4d543d1c9ac370b10236f157935c.png

5ccc590143c85a36a6046dcc69f30095.png

12Tibau-Tavares.jpg

00403.jpg

791.jpg

1450160_231758346993002_255568535_n.jpg

18720273_WdScs.jpeg

33399441.jpg

65266796.jpg

65269794 (1).jpg

65269794.jpg

65269847.jpg

ilha_maio_porto_ingles.jpg

ilha-do-Maio.jpg

ilhadomaio01_22_06_2013.JPG

ilna_maio_.jpg

img_8039.jpg

img_8252.jpg

Maio01.jpg

maio1 (1).jpg

MAIO1.jpg

maio-1.jpg

Maio7.jpg

maio-dunas-727x374.jpg

os-tubaroes.jpg

Pastor-Maio6.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.